Primeira Corrida de Toiros no CNEMA – Feira da Agricultura em Santarém


A primeira corrida na praça de toiros desmontável no CNEMA, a denominada “Corrida de Toiros dos Agricultores” (CAP), decorreu no dia 2 de Maio pelas 21:30h.

Nesta corrida tourearam os cavaleiros João Moura, Luís Rouxinol e João Salgueiro toiros da ganadaria Rio Frio e Engº Samuel Lupi. No que às pegas diz respeitos, estas tiveram a cargo dos Grupos de Forcados de Vila Franca de Xira e Aposento da Moita.

Os toiros estavam bem apresentados embora tivesse sido um curro desigual quer em conformação corporal quem em comportamento.

Em relação aos cavaleiros apenas refiro que todos estiveram bem em, pelo menos um toiro, realçando a primeira lide de João Moura e João Salgueiro.

Relativamente à arte de pegar toiros, apenas irei comentar a actuação dos Forcados de Vila Franca. Para a pega do primeiro toiro foi chamado Ricardo Castelo, apesar de ser um toiro teoricamente fácil creio que o cabo Vasco Dotti optou por escolher um forcado experiente e confiado pela época que está a fazer com o intuito das coisas começarem a correr na perfeição. Na primeira tentativa o toiro não meteu bem a cara e o forcado não se conseguiu fechar. Na segunda tentativa o forcado obrigou o toiro a meter bem a cara e “encheu a cara ao toiro”, fechou-se bem à barbela com boa ajuda do primeiro ajuda Bruno Tavares e com o resto do grupo igualmente bem.

Para a cara do segundo toiro do nosso grupo (3º da corrida) foi Rui Graça, um forcado com pouca experiência e talvez pela pressão de pegar em Santarém e também por falta de rodagem, não esteve no seu melhor. Na primeira e segunda tentativa não recebeu bem o toiro, no entanto mostrou valores que pessoalmente considero imprescindíveis para pertencer ao Grupo de Vila Franca. Finalmente na terceira tentativa consumou a pega com uma boa ajuda do rabejador Carlos Silva e de seguida de todo o grupo.

A terceira pega ficou a cargo do Pedro Henriques que mostrou confiança, calma, sabedoria e fechou-se bem, pelo que quando assim é, no grupo de Vila Franca, os ajudas fazem o resto, tal como aconteceu.

Para concluir apenas reitero que achei uma corrida positiva para o grupo. Mais uma vez, visto da bancada, passou a ideia que o grupo está repleto de jovens já com experiência e onde era notória a amizade entre eles.

Pedro Castelo

Partilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn